Páginas

sexta-feira, 27 de julho de 2018

Lei determina punição e perda de registro do Corretor

O Corretor de Seguros precisa estar atento aos dispositivos legais que estabelecem regras, deveres e possíveis penalidades para a categoria. A maior parte foi listada pela Lei 4.594/64, de dezembro de 1964, que regulamenta a profissão do corretor de seguros.

Alguns desses dispositivos são poucos conhecidos da categoria, como, por exemplo, o artigo 25 da Lei 4.594/64, segundo o qual fica sujeito à multa correspondente a 25% do prêmio anual da respectiva apólice, e ao dobro no caso de reincidência, as empresas de seguro e Corretores que concederem, sob qualquer forma, vantagens que importem no tratamento desigual dos segurados.

A lei determina também que, nos casos de alterações de prêmios por erro de cálculo na proposta ou por ajustamentos negativos, deverá oCorretor restituir a diferença da corretagem.

A lei proíbe o Corretor de Seguros de aceitar ou exercer emprego em pessoa jurídica de direito público, inclusive de entidade paraestatal, ou ser sócio, administrador, procurador, despachante ou empregado de empresas de seguros. O impedimento é extensivo aos sócios e diretores de empresa de corretagem de seguros.

Além disso, determina as penalidades para o corretor de seguros, que responderá profissional e civilmente pelas declarações inexatas contidas em propostas por ele assinadas, independentemente das sanções que forem cabíveis a outros responsáveis pela infração.

A lei estabelece que os corretores de seguros, independentemente de responsabilidade penal e civil em que possam incorrer no exercício de suas funções, são passíveis das penas disciplinares de multa, suspensão e destituição.

As penalidades variam de multas a, na reincidência, suspensão pelo tempo que durar a infração, além do cancelamento do registro, em casos mais extremos.

Também incorrerá em pena de destituição o corretor que sofrer condenação penal por motivo de ato praticado no exercício da profissão.

Para evitar uma vultosa multa ou dura penalidade, o corretor deverá obrigatoriamente recolher à caixa da seguradora o prêmio que porventura tiver recebido do segurado para pagamento de seguro realizado por seu intermédio.

Por fim, sempre que for exigido pelo órgão regulador, e no prazo por ele determinado, os corretores de seguros deverão exibir os seus registros profissionais bem como os documentos nos quais se baseiam os lançamentos feitos.

Fonte: CQCS.

quinta-feira, 26 de julho de 2018

Sincor avança no planejamento estratégico para o I Congresso Norte de Corretores de Seguros

Representantes do mercado de seguros paraense mostraram a força do setor no Congresso Sul Brasileiro dos Corretores de Seguros (BRAESUL), que aconteceu nos dias 19 e 20 de Julho em Florianópolis.
No evento, os diretores do Sincor/PA (Sindicato de Corretores de Seguros do Pará) aproveitaram para divulgar o Primeiro Congresso Norte de Corretores de Seguros, que está com forte planejamento estratégico.
O congresso inédito na Amazônia é organizado pelos sindicatos de corretores de seguros da Região Norte e acontecerá em breve, dias 7 e 8 de novembro, no Hangar em Belém.

Fonte: Ascom Sincor/PA.

Heloise Redig, João Braga, André Santos, membros da diretoria do Sincor/PA e Márcia Castello.

segunda-feira, 23 de julho de 2018

Congresso vai mudar agências reguladoras


O Senado Federal deve debater a atualização do marco legal das agências reguladoras ainda no segundo semestre deste ano. Uma comissão especial da Câmara dos Deputados aprovou o parecer sobre a proposta de Lei Geral das Agências Reguladoras, o PLS 52/2013 (PL 6621/2016 na Câmara), de autoria do senador Eunício Oliveira (MDB-CE), atual presidente do Senado. Como tramita em caráter conclusivo e sofreu alterações, o texto poderá retornar para análise da Casa em agosto, a menos que haja recurso de deputados para apreciação no Plenário.

A proposta exige que todas as agências reguladoras tenham ouvidoria e encaminhem ao Congresso um plano de gestão anual. O mandato do presidente e dos diretores será de cinco anos, não coincidentes, sem recondução. Os candidatos a uma vaga na diretoria colegiada deverão comprovar experiência de cinco anos. Haverá uma seleção pública para formar uma lista tríplice a ser apresentada ao presidente da República. O indicado pelo Planalto será sabatinado pelo Senado.

Na justificativa do projeto, Eunício Oliveira afirma que, passados cerca de quinze anos, as regras de funcionamento das agências reguladoras precisam ser aperfeiçoadas, “tanto para preservar sua autonomia e independência, imprescindíveis ao seu bom funcionamento, quanto para suprir lacunas e corrigir problemas evidenciados ao longo dessa primeira década de experiência”.

O projeto também prevê ações de promoção da qualidade dos serviços das agências, do fomento à pesquisa no setor regulado e da cooperação com outros órgãos de defesa do consumidor, defesa da concorrência e meio ambiente. “Se a atividade reguladora das agências é inerente à execução das políticas públicas a elas confiadas, nada mais adequado que elas, como órgãos de Estado, não se tornem inoperantes por desídia de seus diretores em dar plena e boa execução aos mandatos que lhe foram conferidos”, justifica o autor.

Proposta na CI

Outra proposta para aprimorar as regras das agências reguladoras está na Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) do Senado Federal. O PLS 73/2017, da senadora Rose de Freitas (MDB-ES), busca aproximar a população das decisões destes órgãos. O projeto determina que a edição de atos normativos pelas agências reguladoras seja precedida de consulta pública por no mínimo 30 dias, cuja abertura será comunicada imediatamente ao Congresso Nacional.

Para Rose, a população tem direito de saber sobre as decisões que são tomadas nessas autarquias. Ela justifica que o Brasil tem visto excessos do poder de regulamentar por parte de órgãos e entidades do Executivo, em particular oriundas das agências reguladoras. "Nessas situações, sob o argumento de detalharem previsões legais, as agências acabam por verdadeiramente criar direitos e obrigações, inovando no ordenamento jurídico.”, afirmou a senadora.

"Com isso, busca-se aumentar os mecanismos para que a sociedade e o Congresso Nacional exerçam um controle prévio sobre a legalidade e a juridicidade dos atos normativos editados pelas agências reguladoras", conclui Rose de Freitas no texto do projeto.

STF x ANS

A atuação das agências reguladoras ganhou destaque no país nesta segunda-feira (16), após a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, acatar pedido da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e suspender uma resolução da Agencia Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que mudou regras de franquias e coparticipação dos planos de saúde. A norma, publicada pela ANS no final de junho, autorizava as operadoras de planos de saúde a cobrar de clientes até 40% do valor de cada procedimento realizado.

Com a decisão da presidente do Supremo, a norma fica suspensa até que o mérito da ação seja julgado. No seu parecer, a ministra Cármen Lúcia lembrou que as decisões que impactam na saúde, um direito constitucional, devem ser respaldadas por ampla discussão com a sociedade e com o Congresso Nacional.

- A inquietude dos milhões de usuários de planos de saúde, muitos deles em estado de vulnerabilidade e inegável hipossuficiência, que, surpreendidos, ou melhor, sobressaltados com as novas regras, não discutidas em processo legislativo público e participativo, como próprio da feitora das leis, veem-se diante de condição imprecisa e em condição de incerteza quanto a seus direitos - afirmou a ministra.

A ANS é uma das onze agências criadas para fiscalizar a prestação de serviços públicos por empresas. As agências reguladoras controlam a qualidade dos serviços e estabelecem regras para setores como petróleo, telefonia, energia elétrica, medicamentos, alimentos, planos de saúde e transporte de passageiros. Os diretores desses órgãos são nomeados pelo presidente da República, sabatinados e precisam ter a indicação aprovada pelo Senado Federal.

Fonte: Agência Senado.

segunda-feira, 16 de julho de 2018

FÉRIAS COLETIVAS DO SINCOR-PA

As Férias de Verão já começaram, e o Sincor-PA (Sindicato de Corretores de Seguros do Pará) vai dar uma breve pausa.
O período de Férias Coletivas da entidade será do dia 17 à 31 de Julho, mas no primeiro dia do mês de Agosto, o sindicato volta com força total para atender melhor o Mercado de Seguros.
O Sincor-PA deseja a todos, Boas Férias!

quinta-feira, 5 de julho de 2018

Recadastramento: 20% dos processos foram indeferidos

Os dados mais recentes divulgados pelo Ibracor nesta terça-feira (03 de julho) sobre o recadastramento de corretores de seguros, pessoas físicas, apontam um dato impressionante: mais de 20% dos processos analisados até agora foram indeferidos pela Susep.

De acordo com a autorreguladora, do total de 55.155 processos, 10.493 foram indeferidos. Isso significa que esses corretores de seguros estão sem registro e assim permanecerão até que regularizem sua situação na autarquia, o que deve ser feito através de uma nova solicitação de recadastramento por meio do seguinte endereço eletrônico:


O Ibracor divulgou ainda que 43.909 pedidos de recadastramento foram aprovados até agora.

Além disso, 355 processos ainda estão em “em exigência”, “exigência preliminar” ou “revisão segunda exigência” e 284 não foram finalizados pelos próprios corretores de seguros.

Para os casos de pedidos não finalizados, o Ibracor recomenda que os profissionais nessa situação verifiquem se está correto o preenchimento dos dados nos campos indicados. Feito isso, basta clicar em salvar o cadastro e verificar o recebimento de dois e-mails da Susep.

O primeiro e-mail informará o número do seu pedido e o segundo e-mail trará um link, no qual o solicitante deverá clicar para realizar a confirmação do seu pedido e poder continuar com o processo.

A não finalização do pedido, no prazo de até 60 dias, acarretará o cancelamento da solicitação, conforme prevê a Circular 552/17 da Susep.

Para mais informações, os corretores podem consultar as Circulares 552/17 e 558/17 da Susep, o Portal do Ibracor e os Sindicatos filiados à Fenacor, ou entrar em contato nos telefones disponibilizado pela Susep: (21) 3233-4146 e 3233-4045 e Ibracor: (21) 3509-7070.

Fonte: CQCS.

Novas parcerias para o 1º Congresso Norte de Corretores de Seguros

O Sindicato de Corretores - Sincor PA está avançando na divulgação do Primeiro Congresso Norte de Corretores de Seguros.

João Braga, presidente do Sincor/PA e André Santos, diretor do Sincor/PA visitaram recentemente a Casa Civil do Estado do Pará, em Belém para pedir apoio do Governo do Estado, que foi representada por Adenauer Góes, Chefe da Casa Civil.

O 1º Congresso Norte é organizado pelos Sincor's do Pará, Amazonas, Roraima, Tocantins, Rondônia e Acre, com apoio da Fenacor - Federação Nacional dos Corretores de Seguros e Escola Nacional de Seguros, e acontecerá nos dias 7 e 8 de Novembro no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.

Acesse aqui o site do Congresso e Inscreva-se!

Fonte: Ascom Sincor/PA.

João Braga, Adenauer Góes e André Santos.

AVISO DE HORÁRIO DE EXPEDIENTE DO SINCOR-PA PARA SEXTA-FEIRA

Nesta sexta-feira, dia 06 de Julho, excepcionalmente, devido ao Jogo da Seleção Brasileira, estaremos funcionando somente no horário de 08h00 às 12h00.

sexta-feira, 29 de junho de 2018

Aviso de férias: corretor de seguros, compartilhe 11 dicas com o seu segurado



Quais itens do carro devem ser verificados antes de sair para viajar?

O mês de julho está chegando e, com ele, a Copa do Mundo, as férias e todo aquele clima agradável de descanso. Nessa época, o pessoal se prepara para viajar ou para dar aquela esticada até a praia ou cidade do interior. Mas, para isso, é preciso tomar alguns cuidados com o carro para que a viagem não seja interrompida. Para ajudar, a Allianz Seguros separou dicas para você, corretor de seguros, precaver o seu segurado:

Itens básicos

A checagem de itens básicos como pneus, rodas, triângulo, macaco, chave de roda, suspensão, rodas, nível do óleo e de fluídos, assim como faróis e lanternas são imprescindíveis antes de sair da garagem.

Combustível

Saiu da garagem, encha o tanque. Além de ser muito importante para não causar a famosa pane seca, que, por sinal, acarreta uma multa no valor de R$ 130,60 e 4 pontos na CNH, um combustível de qualidade faz o motor do carro funcionar melhor.
Alinhamento

É muito importante verificar o alinhamento do carro, para que o mesmo não faça movimentos involuntários, saía da rota ou avance nas curvas.

Sistema elétrico

O que muita gente não sabe é que o carro consome energia até desligado. Por isso, vale a pena prestar atenção a alguns sinais, como a potência das luzes do carro e do painel ou demora para dar a partida. Para esse tipo de revisão, programa-se com certa antecedência, para que, se necessário, seja possível realizar a troca de peças sem atrapalhar o tempo da viagem.

Parada obrigatória

O nível de fluído dos freios e possíveis vazamentos também devem ser checados. O cuidado deve ser redobrado caso haja ruídos, perda de efetividade e dificuldade de resposta do pedal, nesses casos há revisões detalhadas.

Visão sem crise

As lâminas, as borrachas e o reservatório de água do para-brisa devem ser checados antes de cair na estrada. A visibilidade é um item imprescindível, principalmente em condições adversas, como em chuvas.

Os itens citados acima são bem analisados quando o segurado faz um check-up com antecedência. Mas, há outras dicas que também devem ser seguidas para o bem-estar da viagem, confira:

Documentos em dia

Seja para andar no território nacional como para atravessar fronteiras, os documentos do carro e do motorista precisam estar em dia. É importante levar consigo a CNH e o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). Verifique também a lista de exigências do país de destino.

Cinto de segurança

Está na lei o uso obrigatório do cinto de segurança para motoristas e passageiros, inclusive no banco traseiro. Segundo pesquisas da Universidade de Tóquio, o uso do cinto reduz em 80% o risco de fatalidades de passageiros no banco da frente.

Bagagem

A bagagem deve se limitar ao porta-malas. Quaisquer itens soltos que vão na parte da frente do carro podem prejudicar a visão ou distrair o motorista, causando acidentes graves.

Analise a rota

Programe a viagem e saiba quais rodovias e estradas você pegará. Analise o tempo de viagem e estabeleça pontos de parada, assim todos podem se alimentar, usar o banheiro e esticar as pernas.

E lembre-se sempre: em caso de sinistro, acione o seu corretor de seguros e/ou sua seguradora pelos telefones de atendimento 24 horas

Fonte: Revista Cobertura.

Corretor associado ao Sincor/PA, conheça os Benefícios para sua Saúde

Uma das grandes parceiras do Sindicato de Corretores de Seguros do estado do Pará - Sicor/PA, agora oferece benefícios exclusivos aos associados do Sincor/PA, Fenacor - Federação Nacional dos Corretores de Seguros e demais Sincor's do Estados.

A Bradesco Seguradora disponibiliza o Plano Coletivo por Adesão Bradesco Saúde, que oferece Planos diferenciados para o corretor sem taxa de adesão através de uma Rede Nacional de cobertura para toda a família do Corretor de Seguros associado.

Para aproveitar os benefícios, o corretor da Região Norte, associado ao Sincor/PA pode entrar em contato com a Central Extramed - Administradora de Benefícios (que está a frente do Plano), através do número (91) 3246-0402 e falar com Nelma. Aproveite!

Fonte: Ascom Sincor/PA.


AVISO DE HORÁRIO DE EXPEDIENTE DO SINCOR-PA

Nesta segunda-feira, dia 02 de Julho, excepcionalmente, devido ao Jogo da Seleção Brasileira, estaremos funcionando somente no horário de 14h00 às 18h00.

quinta-feira, 14 de junho de 2018

É AMANHÃ o Arraial do Sincor

Você está proto para o Arraial do Sincor/PA (Sindicato de Corretores de Seguros do Pará), AMANHÃ?

O tradicional evento que acontece todos os anos,  está na 15ª edição e reúne profissionais de seguros e seus familiares em um ambiente de descontração. Água, suco e muita diversão com a família ao som da Banda Fruta Quente.

Entre as atrações para o grande encontro terá Concurso de Miss Caipira para crianças e adultos, além de sorteio de diversos brindes para os corretores presentes no evento.

Para você que vai com sua família, garanta a segurança de todos e contrate seu motorista para deslocamento na ida para o evento e volta para casa. A festa acontecerá no Espaço Fábrica, localizado na Rua Avertano Rocha, nº 242, em Belém com início às 19h.

Este ano, o evento conta com apoio da:

AMIL ASSISTENCIA MÉDICA INTERNACIONAL

ASPEB BENEFÍCIOS

B 10 CORRETORA DE SEGUROS S/S LTDA

CAPEMISA SEGURADORA

CASF CORRETORA DE SEGUROS LTDA

HDI SEGUROS S/A

ICATU SEGUROS S/A

J. MALUCELLI SEGURADORA S/A

LIBERTY SEGUROS S/A

MAIS BRASILCOR CORRETORA DE SEGUROS LTDA – ME

OFICINA PARA PINTA CAR

PORTO SEGURO CIA. DE SEGUROS GERAIS

SOMPO SEGUROS S/A

ZURICH BRASIL SEGUROS

- Somente a cerveja será paga









A festa já é um sucesso! O Sincor/PA agradece á todos que estão apoiando.





sexta-feira, 8 de junho de 2018

Portarias da Susep aprovam deliberações de seguradoras


Medidas publicadas no Diário Oficial tratam de aumento de capital social, de cadastramento de resseguradora e mudança de administradores.

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) aprovou, via portarias publicadas no Diário Oficial da União (D.O.U) nesta sexta-feira (01), diversas deliberações tomadas por acionistas de seguradoras. Na Mitsui Sumitomo Insurance Company Limited, a autarquia confirmou a indicação de Masayuki Nagano como seu representante no País. Na BMG Seguros S.A., foi ratificada a eleição de administradores; criação de Conselho de Administração; e reforma do Estatuto Social.

A Scor Brasil Resseguros S.A teve aprovada a eleição de novos administradores. Na Sompo Seguros, a autarquia ratificou a eleição dos membros do comitê de auditoria da seguradora.

A autarquia aprovou a destituição de administrador e reforma e consolidação dos estatutos sociais da Porto Seguro Capitalização S.A e da Porto Seguro Companhia de Seguros Gerais.

A Susep aprovou ainda o cadastramento de mais uma resseguradora admitida. Desta vez, da irlandesa Stradius Reinsurance Designated Activity Company. No Brasil, será representada pela Atradius Reinsurance Designated Activity Company Escritório de Representação no Brasil LTDA., com sede social na cidade de São Paulo.

A Susep determina que a resseguradora comprove a integralização total do capital social do escritório de representação até 15 de janeiro de 2019, sob pena de revogação desta portaria. Até agora, a Atradius atuava no País como ressegudora eventual, cadastrada desde setembro de 2008. Este registro foi cancelado em virtude do novo modelo de negócios adotado pela empresa.

Também as deliberações tomadas pelo único acionista de Sancor Seguros do Brasil foram aprovadas e incluem aumento do capital social em R$ 2.000.000,00, elevando-o para R$ 226.875.000,00, dividido em 226.875.000 ações ordinárias nominativas, com valor nominal de R$ 1,00. E reforma do estatuto social.

Fonte: CNseg - Confederação Nacional das Empresas de Seguros.

Inscrições abertas para Universidade de Vendas Amil


A Universidade de Vendas Amil promove diversos treinamentos sobre saúde, com realização de sorteios especiais para os profissionais presentes.

O evento acontecerá nos dias 13, 14 e 15 do mês de Junho, no auditório da sede do Sincor/PA - Sindicato de Corretores de Sewguros do Pará, em Belém.

As inscrições podem ser feitas através do e-amil: mayara@platamilbelem.com.br



Escola Nacional de Seguros oferece Curso para Corretores de Seguros em Belém


A Escola Nacional de Corretores de Seguros oferece o Curso para Habilitação de Corretores de Seguros em Belém, com início das inscrições no dia 25 de Junho e vão até o dia 13 de Julho.

As aulas começam no dia 19 de Julho, e serão ministradas de segunda à sexta na North Office, em Belém, localizado na Av. Gov. José Malcher, nº 168, Sala 110 e 111.

Inscreva-se através do site www.ens.edu.br ou pelo telefone 3323-7032. Você também pode enviar um e-mail para unidadedf@ens.edu.br

João Braga e Aldo Ventilare compõe a nova diretoria da Fenacor


O presidente do Sincor/PA – Sindicato de Corretores de Seguros do Pará, João Braga foi nomeado como vice-presidente de Representação da Fenacor – Federação Nacional dos Corretores de Seguros e Aldo Ventilare, vice-presidente do sindicato, compõe o cargo de segundo vice-presidente de Representação da Fenacor. Armando Vergílio foi reeleito para mais quatro anos na presidência da Federação.

A cerimônia de posse da nova diretoria aconteceu na quinta-feira, dia 31 de Maio, durante a abertura do 3º CONSEGNE - Congresso dos Corretores de Seguros do Nordeste.

Durante o evento que aconteceu recentemente em Maceió, os presidentes dos Sincor’s da Região Norte estiveram divulgando o 1º Congresso Norte de Corretores de Seguros no estande do Sincor/PA e estandes de demais seguradoras.

O Congresso acontecerá nos dias 7 e 8 de Novembro, no Hangar, em Belém.


Na foto, representantes da Fenacor e do Sincor/PA.

Não deixe para a última hora!


Últimos Ingressos!

Faltam 07 dias para o Arraial do Sincor

Vem aí o Arraial do Sincor/PA (Sindicato de Corretores de Seguros do Pará), em sua 15ª edição. O tradicional evento acontece todos os anos e reúne familiares de profissionais de seguros em um ambiente de descontração.

Este ano, o evento conta com apoio da Aspeb Benefícios, B10 Corretora de Seguros S/S Ltda, Capemisa Seguradora, CASF Corretora de Seguros Ltda, HDI Seguros S/A, Icatu Seguros S/A, J. Malucelli Seguradora S/A, Mais Brasilcor Corretora de Seguros Ltda – Me, Porto Seguro Cia. de Seguros Gerais, Sompo Seguros S/A e Zurich Brasil Seguros.

A festa acontece na sexta-feira, dia 15 de Junho, no Espaço Fábrica, localizado na Rua Avertano Rocha, nº 242, em Belém.

Os ingressos para a Festa Junina do Sincor/PA já estão disponíveis, porém são limitados.

- Cada sócio Pessoa Física terá direito a 01 (um) ingresso

- Cada Pessoa Jurídica terá direito a 02 (dois) ingressos.

- Cada sócio pode compra até 03 (três) unidades de ingressos, cada um somente por 30 reais.

- Para o Corretor de Seguros não sócio, o valor do ingresso unitário será de 50 reais.

- Criança acima de 12 anos paga somente 30 reais no ingresso.                   

- Os ingressos ficarão disponíveis até o dia 11 de junho, para Corretores de Seguros sócios do SINCOR-PA, garanta já o seu INGRESSO com direito a comida típica e refrigerante.

- Somente a cerveja será paga.

Água, suco e muita diversão com a família ao som da Banda Fruta Quente. Confirme sua presença e de sua família.

Ligue para (91) 3246-0402.



sexta-feira, 1 de junho de 2018

Está chegando o XV Arraial do Sincor/PA

Vem aí o Arraial do Sincor/PA (Sindicato de Corretores de Seguros do Pará), em sua 15ª edição. O tradicional evento acontece todos os anos e reúne familiares de profissionais de seguros em um ambiente de descontração.

Este ano, o evento conta com apoio da Aspeb Benefícios, Capemisa Seguradora, CASF Corretora de Seguros Ltda, HDI Seguros S/A, Icatu Seguros S/A, J. Malucelli Seguradora S/A, Mais Brasilcor Corretora de Seguros Ltda – Me, Porto Seguro Cia. de Seguros Gerais, Sompo Seguros S/A e Zurich Brasil Seguros.

O encontro acontece na sexta-feira, dia 15 de Junho, no Espaço Fábrica, localizado na Rua Avertano Rocha, nº 242, em Belém.

Os ingressos para a Festa Junina do Sincor/PA já estão disponíveis, porém são limitados.

- Cada sócio Pessoa Física terá direito a 01 (um) ingresso
- Cada Pessoa Jurídica terá direito a 02 (dois) ingressos.
- Cada sócio pode compra até 03 (três) unidades de ingressos, cada um somente por 30 reais.
- Para o Corretor de Seguros não sócio, o valor do ingresso unitário será de 50 reais.
- Criança acima de 12 anos paga somente 30 reais no ingresso.                    
- Os ingressos ficarão disponíveis até o dia 11 de junho, para Corretores de Seguros sócios do SINCOR-PA, garanta já o seu INGRESSO com direito a comida típica e refrigerante.
- Somente a cerveja será paga.


Água, suco e muita diversão com a família ao som da Banda Fruta Quente. Confirme sua presença e de sua família. Ligue para (91) 3246-0402.


Simples: novo regulamento prevê parcelamentos

Foi publicada no Diário Oficial a Resolução CGSN 140/2018, que traz a nova regulamentação do Simples Nacional. A partir do dia 1º de agosto, as medidas que foram alteradas pelo Congresso Nacional desde 2012 entrarão em vigor definitivo.

O Comitê Gestor do Simples Nacional unificou trinta resoluções que complementavam o SN, e alterou apenas o artigo 144, que a partir de agora autoriza o parcelamento de débitos em até 175 parcelas e com redução de juros e multas. Essa medida será a única a entrar em vigência imediatamente. 

A mudança é apenas uma reconsolidação do Simples Nacional que promete diminuir a burocracia de micros e pequenos empresários.

O que é o Simples Nacional

O Simples Nacional é um regime de programas compartilhados de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos que são aplicadas para micro e pequenas empresas.

O objetivo do Simples Nacional é simplificar a vida do micro e pequeno empresário, mas depois de tantas resoluções acabou ficando muito complexa. Com essa medida, a leitura pode facilitar a vida desses empresários que ainda tem dúvidas do que é Simples.

O SN entrou em vigor em 2006 e de lá para cá foram mais de 140 novas medidas tomadas pela Receita Federal.

Podem participar do Simples Nacional empresas que faturam R$ 4,8 milhões por ano.

Fonte: Contabeis.com.br

Aviso Importante

Comunicamos ao Mercado de Seguros e público em geral, que excepcionalmente no dia 01/06 (sexta-feira), não iremos  funcionar, retornando no dia 04/06 (segunda-feira) a partir das 08h00.

Att. Diretoria Sincor PA

terça-feira, 29 de maio de 2018

PL 3139/15 É GRANDE CONQUISTA PARA A SOCIEDADE


O mercado de seguros e, principalmente, os consumidores e a sociedade brasileira obtiveram uma grande conquista nesta terça-feira (22 de maio) com a aprovação de Projeto de Lei Complementar originário do PL 3139/15, de autoria do deputado Lucas Vergilio, que trata da atuação irregular das cooperativas e associações de proteção veicular, na comissão especial da Câmara que analisa a matéria. “O texto aprovado ficou excelente para a sociedade. Tudo fica menos difícil quando forças do bem e o mercado de seguros atuam em sinergia, unidos, como fizeram os deputados membros da comissão especial, algumas entidades representativas da proteção veicular, a Fenacor, os Sincors, a CNseg, Fenseg, Escola Nacional de Seguros e outras instituições, e, principalmente, quando esses têm um legítimo representante no Congresso, um parlamentar que conhece muito bem o setor e que defende verdadeiramente o direito dos consumidores”, afirma o presidente da Fenacor, Armando Vergilio, destacando ainda o fato de a votação ter sido “simbólica”, sem destaques ou votos contra.

As associações e cooperativas que comercializam a proteção veicular terão um prazo de 180 dias para se regularizarem e se adaptarem aos novos preceitos legais, deixando de operar a margem da lei e seguindo o marco regulatório aprovado pela Susep e CNSP.

Armando Vergilio lembra que essa era uma “batalha perdida” há pouco mais de dois anos, quando a atuação irregular das associações e cooperativas crescia de forma acelerada em diferentes pontos do País.

O ponto de partida para a reversão desse processo foi exatamente a apresentação do PL 3139/15, pelo qual o deputado Lucas Vergilio provocou o debate em torno dessa questão, sugerindo a criminalização da forma como vinha ocorrendo pela maioria das associações, ou seja, de uma atividade de seguros operada por quem atuava ilegalmente no mercado marginal.

Esse debate provocado pela incansável atuação do parlamentar goiano resultou no substitutivo do relator na comissão especial, deputado Vinicius Carvalho, que, em linhas gerais, transforma essas associações em entidades de autogestão e cooperativas de seguros, que deverão pagar, na prática, impostos equivalentes aos cobrados das seguradoras tradicionais.

Outro ponto importante é o limite para a atuação dessas cooperativas e associações, que, aprovada a proposta, poderão apenas comercializar a “proteção” contra riscos patrimoniais, sendo impedidas de atuar no ramo de pessoas.

As cooperativas de seguros e as entidades de autogestão deverão atuar com exclusividade com operações de seguros privados ou outras a elas assemelhadas, o que evitará, por exemplo, a constituição de cooperativas ou associações “mistas”, ou seja, que conjuguem sua atuação no mercado a outras atividades.

O texto do projeto de lei complementar, que altera o Decreto Lei 73/66, prevê ainda a possibilidade de que as cooperativas de seguros e as entidades de autogestão possam buscar a cobertura de resseguro.

Além disso, equipara à operação de seguro privado, para fins da legislação em vigor, o produto, serviço, plano ou contrato, de prazo determinado ou indeterminado que, a critério do CNSP, tenha por objeto “a proteção ou a garantia de interesse legítimo de seus associados contra riscos patrimoniais predeterminados, mediante pagamentos antecipados ou por meio de rateio ou ressarcimento de despesas já ocorridas, à exceção daqueles disciplinados em leis especiais.”

Ainda de acordo com o texto aprovado, as entidades de autogestão deverão atuar como pessoas jurídicas constituídas na forma de associação, sem fins lucrativos, que têm por objeto exclusivo a operação com produto, serviço, plano ou contrato, os quais, na forma da regulamentação expedida pelo CNSP, ouvida a comissão consultiva de entidades de autogestão e de cooperativas, e pela Susep, são acessíveis exclusivamente àqueles previamente habilitados como seus associados.

Para obter a autorização para operar, as entidades de autogestão deverão apresentar as condições contratuais redigidas de forma simples e clara, de modo a permitir sua fácil compreensão por parte dos associados. Terão ainda que descrever os planos, serviços e arranjos contratuais oferecidos a seus associados, bem como especificar a área geográfica de sua atuação e de sua cobertura.

Será exigido ainda que seja definido o alcance da cobertura ou do amparo dos associados, do procedimento para seu acionamento, bem como do rol taxativo das hipóteses e condições que impliquem limitações de direitos dos associados; e a eventual carência e da forma de cálculo, periodicidade e limites para as contribuições dos associados, inclusive para fins de constituição de fundos de reserva ou de contingência.

A exemplo do que ocorre com as seguradoras tradicionais, será exigido dessas entidades a apresentação de notas técnicas atuariais que demonstrem a viabilidade econômico-financeira dos planos, serviços e arranjos contratuais por ela oferecidos; e a comprovação de constituição de fundos especiais, reservas técnicas e provisões garantidoras de suas operações, conforme prazos e demais parâmetros definidos pelo CNSP.

O texto aprovado determina também que a Susep e o CNSP aprovem novas regras para essa atividade, incluindo a segmentação de acordo como porte, a região de atuação e o perfil de risco das novas entidades de autogestão.

Foi estabelecido ainda que esses produtos serão comercializados por corretores de seguros habilitados e registrados.

Fonte: Site Fenacor.

XV Arraial do Sincor/PA

Vem aí o Arraial do Sincor/PA (Sindicato de Corretores de Seguros do Pará), em sua 15ª edição. O tradicional evento acontece todos os anos e reúne familiares de profissionais de seguros em um ambiente de descontração.

Este ano, o evento conta com apoio da Aspeb Benefícios, Capemisa Seguradora de Vida e Previdência, CASF Corretora de Seguros Ltda, HDI Seguros S/A, Icatu Seguros S/A, J. Malucelli Seguradora S/A, Mais Brasilcor Corretora de Seguros, Sompo Seguros S/A e Zurich Brasil Seguros.

O encontro acontece na sexta-feira, dia 15 de Junho, no Espaço Fábrica, localizado na Rua Avertano Rocha, nº 242, em Belém.

Confirme sua presença e de sua família! Ligue para (91) 3246-0402.

Fonte: Ascom Sincor/PA.



Encontro do Instituto de Resseguros do Brasil


Aconteceu recentemente em Belém o encontro de Cascos Marítimos Seguro de P&I, realizado pelo Instituto de Resseguros do Brasil (IRB).

O Sincor/PA (Sindicato de Corretores de Seguros do Pará)  foi convidado para prestigiar o evento marítimo, realizado no Hotel Radisson Maiorana.

Fonte: Ascom Sincor/PA.


terça-feira, 15 de maio de 2018

Produto Saúde PSG Bradesco

Acontece no dia 15, terça-feira, o workshop Produto Saúde PSG Bradesco.
Será às 8:30h, no auditório da sucursal Bradesco em Belém, localizado na Avenida Generalíssimo Deodoro, nº 1418.


Quinzena do Seguro

Corretor, em comemoração ao Dia do Seguro hoje, 14 de maio, a Bradesco Seguros lança a Campanha Quinzena do Seguro que vai até o dia 27 de maio, domingo.


História do Seguro

No dia 14 de maio comemora-se o Dia do Seguro, mas foi ao longo da história que esse serviço se tornou cada vez mais necessário em nossa sociedade. O surgimento da atividade é muito antigo, de séculos antes de Cristo, quando as caravanas atravessavam os desertos do Oriente para comercializar camelos e os cameleiros faziam um acordo de pagamento caso o camelo morresse no meio do caminho. Mas o primeiro contrato de seguro, de fato, parecido com o que temos hoje, foi feito em 1347, em Gênova, quando foi emitida a primeira apólice.
 Há mais de 200 anos os seguros chegaram ao Brasil. Já o Dia do Seguro foi instituído em 1948 para estimular a aproximação entre os profissionais da área, realçar a importância do setor e destacar seu papel na proteção de famílias e patrimônios. Desde então, houve muitas mudanças diante dos novos cenários. Com o advento das máquinas, desenvolveram-se outras modalidades, como o seguro de incêndio, de transportes terrestres e o de vida. A oferta de produtos se diversificou, bem como a maior concorrência trouxe benefícios para os consumidores. Hoje, a relevância do segmento vai muito além dos números, uma vez que o mundo moderno, como o conhecemos desde a Revolução Industrial, seria impossível sem os seguros. A origem do seguro, portanto, se confunde com a história do próprio homem e sua necessidade de organizar-se para enfrentar as situações mais difíceis e se planejar para o futuro, afinal, a segurança é uma necessidade para qualquer pessoa ter uma vida mais realizada e tranquila. Referências

1.Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg)2.Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg)3.Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP)4.Superintendência de Seguros Privados (Susep)5.Tudo Sobre Seguros (www.tudosobreseguros.com.br)

Fonte: Site Bradesco Seguros.

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Encontro de organizadores do Congresso Norte de Corretores

Encontro de organizadores do Congresso Norte de Corretores

O Sincor/PA (Sindicato de Corretores de Seguros do Pará) reuniu representantes estratégicos do mercado de seguros nesta terça-feira (08), na sede do sindicato, em Belém.

O objetivo do encontro foi apresentar as ações de organização para o Primeiro Congresso Norte dos Corretores de Seguros, que acontecerá nos dias 7 e 8 de Novembro, no Hangar, Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.


Estiveram presentes os presidentes dos sindicatos de corretores de seguros do Estado de Minas Gerais, Maria Filomena Branquinho, Jair Fernandes, do Sincor de Amazonas e Roraima, Geraldo Cavalcante, delegado do Sincor de Rondônia e Acre e Jair da Conceição, presidente do Sincor de Tocantins, que fazem parte da organização do "Maior Evento de Seguros do Norte", junto com o Sincor do Pará.

Diretores do Sincor/PA e o presidente João Braga recepcionaram os membros que fazem parte da organização do Congresso em visita à Belém, para conhecer o Hangar, onde acontecerá o evento.

O encontro também foi prestigiado por representantes da Fenacor (Federação Nacional dos Corretores de Seguros): Jair da Conceição, vice-presidente da Fenacor Norte e Maria Filomena, diretora de Eventos e Marketing da entidade.

Jaime Neto, gerente da filial em Belém da Sompo Seguros, Gustavo Oliveira, superintendente da Bradesco Seguros em Belém, Ana Cláudia Fidélis, superintendente comercial regional da Capemisa Seguradora e Carlos Benedito, gerente da Porto Seguros em Belém representaram as principais patrocinadoras do evento.

Fonte: Ascom Sincor/PA.

quarta-feira, 9 de maio de 2018

Palestra sobre Seguro Ambiental no Sincor-PA

Na próxima quinta-feira, dia 17 de maio terá palestra no auditório do Sincor/PA (Sindicato de Corretores de Seguros do Estado do Pará) com o tema: Seguro Ambiental.

O corretor Marco Antônio Ferreira será o palestrante do evento, que tem a realização da Escola Nacional de Seguros e Sincor/PA.

Faça sua inscrição pelo site da Escola Nacional de Seguros, ou pelo número: (91) 3246-0402.


Evento Mais Icatu reuniu Corretores de Seguros

A Icatu Seguros promoveu palestra em Belém em uma casa de eventos, recentemente.

O encontro foi para os profissionais de seguros e abordou temas como: inovação de portfólio, qualificação de corretores, programa de benefícios para corretores especialistas em Vida e Previdência e programa de incentivo e campanhas de vendas internacionais.

Na foto, Leonardo Toscano, palestrante, Ana Lilian Costa, gerente regional da Icatu, André Santos, diretor do Sincor/PA, João Braga, presidente do Sincor/PA e César Silva, superintendente Norte da Icatu.


segunda-feira, 7 de maio de 2018

Quer melhorar sua performance, corretor?

O Sincor/PA (Sindicato de Corretores de Seguros do Pará) traz à Belém o coach Ricardo Pianho, que ministra a palestra "Como Atingir sua Alta Performance" nesta segunda-feira, dia 14 de maio, com início às 17h. Será na sede do sindicato, em Belém, localizado na Avenida José Bonifácio, nº 295.

As inscrições podem ser feitas pelo site do sindicato:
sincorpa.com.br

Ou pelo telefone:
(91) 3246-0402


sexta-feira, 4 de maio de 2018

A Pará 2000 será parceira do Congresso

João Braga, presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros do Pará e André Santos, diretor secretário, estiveram no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, para firmar parceria no apoio ao Primeiro Congresso Norte dos Corretores de Seguros. que acontecerá em novembro no Hangar. em Belém.

Fabriano Fretes, diretor-presidente da Pará 2000, João Braga e André Santos.

quinta-feira, 3 de maio de 2018

Projeto sobre Seguro Rural é aprovado por Comissão

A Comissão de Agricultura do Senado (CRA) aprovou o Projeto de Lei nº185/2017, da senadora Kátia Abreu (PDT-TO), que altera mecanismos de subvenção governamental ao seguro rural.

A proposta permite que o prêmio dos contratos de opções de venda negociados por meio da Bolsa de Valores de São Paulo (BM&F) possa ser subvencionado com recursos do orçamento público.

O texto ainda amplia a cobertura do seguro que, além da proteção contra riscos climáticos, passa a cobrir riscos relacionados a epidemias, à comercialização e mesmo os relacionados a variações cambiais.

O projeto também modifica a Lei de Subvenção do Seguro Rural (Lei 10.823), transferindo o encargo da equalização dos prêmios deste seguro do Ministério da Agricultura (MAPA) para a Secretaria do Tesouro Nacional do Ministério da Fazenda. Aprovado na Comissão de Agricultura, o projeto segue agora para análise da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado.

Fonte: FenSeg.

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Wigor Oliveira é nomeado novo diretor do Sincor/PA



O Presidente João Braga da Silva, no uso das atribuições a que lhe compete no Art. 23 do Estatuto Social do SINCOR-PA, no dia 19.04 (quinta-feira) durante a Reunião de Diretoria, nomeou o Senhor Wigor Michel de Oliveira, como Diretor do SINCOR-PA.

Wigor Oliveira é corretor de seguros e acompanha a vida do sindicato e do mercado de seguros, atualmente Wigor ocupa a diretoria administrativa da Aspeb Benefícios.